quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Na Feira Livre de Minha Cidade: Nazaré das Farinhas - Bahia

Estava voltando de Valença - Costa do Dendê - Bahia, numa tarde  fria e chuvosa, aí deu aquela saudade da minha cidade, da minha infância, quando minha mãe mandava dormir cedo com a pergunta: para que menino quer ficar acordado num frio desses? 
O nosso café era com os alimentos da nossa região, sempre tinha um item desses presente na mesa:
 inhame, quiçare - inhame amarelo (farofa doce ou cuscuz), inhambu branco, batata doce (cozida ou assada na brasa), aipim (cozido,  com carne de sol, com ovo frito ou machucadinho com coco ralado e leite de coco), banana da terra (cozida ou frita), beijus, tapioca, cuscuz (milho, inhame, puba, tapioca), os pães e biscoitos  da Padaria Aliança (só quem comeu para saber a delícia que era), abóbora (cozida e servida em um prato regada com leite quente) e sempre aparecia o  "cocó", na minha cidade ele é simplesmente conhecido assim, em outro lugares é chamado de inhaminho, de taro, etc.  O cocó sempre era o mais baratinho da feira, não lembro se pelo excesso de oferta ou por ser considerado o menos nobre. 
No meio dessa saudade toda resolvemos parar na Feira Livre de Nazaré da Farinhas - Bahia - Brasil e procurar o "cocó",  encontramos logo na primeira banca,  o pacote custa R$3,00, compramos, hoje vai para o fogo para o nosso café desse final de tarde chuvoso de Salvador.
Saudades da vida simples da minha infância.......

 
Esse moço aí em cima é o "Cocó"!!! Já avisei há alguns amigos Nazarenos: comprei cocó....rsrs

 
O dono da banca que comprei o "cocó" acabou me convencendo a comprar essa penca de banana-da-terra. Que bom que comprei.....deliciosa!!!


 E a paradinha básica na Padaria para comprar o biscoito "cavaco", torradinho e super-gostoso.

Nenhum comentário: