segunda-feira, 31 de maio de 2010

Riquezas do Interior da Bahia

Esses biscoitos são deliciosos, dissolvem na boca, são feitos com polvilho e coco....
são produzidos no município de Palmeiras - Chapada Diamantina. Trouxemos vários pacotes......mas deveríamos ter trazido bem mais......... fica prá próxima.

Essa rapadura tem um sabor muito forte e aparência bem rústica, comprei no município de Santa Rita de Cássia, região Oeste da Bahia.


Toranja, olha o tamanho dessa fruta comparado com o da laranja.............



trouxemos da Fazenda Bagisa, que fica no município de Ibicoara - Chapada Diamantina.



Jaca desidratada,ótima para comer pura, em pedaçinhos no iogurte natural, com sorvete de creme.........



Jaca desidratada, uma delícia, mas é só para quem gosta meeeesmo de jaca....porque o sabor fica bem concentrado. Deliciosa e saudável, porque é a fruta in natura, não tem nada de química. Trouxemos do município de Mucugê - Chapada Diamantina.



Café produzido na Fazenda Ouro Verde, município de Piatã, na Chapada Diamantina.........



Café campeão do 10º Concurso de Qualidade Cafés do Brasil Prêmio "Cup of Excellence" 2009 da Associação Brasileira de Cafés Especiais. O café é bom mesmo gente, tem um aroma........ Esse pacote aí foi meu marido que recebeu de presente do dono da Fazenda Ouro Verde.












sexta-feira, 28 de maio de 2010

BROA DE MILHO

Broa de Milho é sempre uma boa pedida para acompanhar 0 cafezinho, um chocolate quente, 0 chá, ou o que você preferir......... O chato de fazer broa é que ela acaba rapidinho, todo mundo gosta e acaba se empolgando comendo além da conta........Mas não se preocupem essa receita rende bastante, é fácil de fazer, assa rapidinho e é baratinha.........

BROA DE MILHO
Ingredientes:
Margarina - 250 g
Açúcar Refinado - 400 g
Ovos - 04 unidades
Fubá de Milho - 500 g
Farinha de Trigo - 500 g
Fermento em Pó - 50 g
Sal - 01 colher de café

Modo de Preparo:
Bata a margarina e o açúcar até formar um creme claro, acrescente os ovos um a um e misture bem. Acrescente o fubá, a farinha, o fermento e o sal, misture bem e trabalhe com as mãos até formar uma massa homogênea. Não precisa sovar a massa, é só trabalhar um pouco, você conhece o ponto quando pegar um pedaço da massa envolver com as mãos e formar uma bolinha.
Agora é só modelar pequenas bolinhas e achatar com as mãos, ou com o fundo de uma latinha. Assadeira sem untar , forno pré-aquecido a 180º, cerca de 20 minutos. Tira da assadeira ainda quente com o auxílio de uma espátula ou de uma faca. Depois de frias elas ficam crocantes.

* Pode acrescentar erva-doce a massa, fica super gostosa, eu não coloco porque o povo aqui de casa não gosta de erva doce, o que é uma pena.......

domingo, 23 de maio de 2010

BOLO DE GÊIZA E VINICIUS

Preparando para o grande momento.................
olha os noivinhos, feitos pela própria noiva..............

os bolos como a noiva queria, com arranjo de flores naturais...........

pão-de-ló branco, recheio de geléia de laranja e ganache de chocolate meio-amargo, servido com baba de moça e calda de ameixa .............

delicadeza e alegria................

olha a felicidade e a beleza dos noivos, minha norinha Gêiza e meu filhão Vinicius. Momentos de pura alegria! Início da vida a dois rodeados de amigos, que foram celebrar com eles esse lindo momento de união. Fiquei feliz de poder fazer o bolo e todos alimentos que foram servidos no casamento.

BOLO DE ALEXANDRA E ALOÍSIO

Esse bolo eu fiz com imensa alegria para um casal de amigos bem queridos............
pão-de-ló branco, recheio de coco, servido com calda de ameixa e baba de moça.....

com votos de saúde, paz, felicidades, alegria, sucesso e tudo de bom para o casal.






sábado, 22 de maio de 2010

Salvador, terra de tantas belezas e encantos.

Forte de São Marcelo.........
a vista de lá é maravilhosa...........
Salvador vista do Forte de São Marcelo...........
mais Salvador............
Baia de Todos os Santos...............
de todo canto que você olha é só beleza.................
o encanto das águas..................
vista do alto do Elevador Lacerda............
um dos mais belos visuais de Salvador, adoro olhar do alto do Elevador Lacerda para a Baia de Todos os Santos.

"Você já foi a Bahia nega? Eu não..........então vá......"
Tem lugares de Salvador que eu sempre procuro olhar com olhos de primeira vez. Olhar a cidade do alto do Elevador Lacerda, é sempre encantador, de preferência tomando sorvete de abacaxi na Cubana. Não sabe do que eu tô falando?????????? Só indo a Salvador para saber do que se trata...............
Esses dias eu estou vivendo totalmente minha baianidade: postei receita de abará, de acarajé, agora é foto do Elevador Lacerda, da Baia de Todos os Santos. Falta o que agora???????????

sexta-feira, 21 de maio de 2010

ACARAJÉ - O MAIOR SÍMBOLO DA COMIDA BAIANA

A massa do acarajé sendo batida, tem que ficar leve, aerada.......
mas primeiro o feijão deve ser bem peneirado.....


para ficar assim, sem excesso de palhas, etc.....


depois de bem hidratado e retirada toda as cascas (eles soltam do feijão enquanto estão de molho e boiam na água, aí você tira com uma peneira e vai lavando o feijão, ele fica bem branquinho)......


agora é só passar o feijão no moinho para virar uma massa, que vai para uma panela para ser bem batido até aerar...............


os bolinhos já modelados e colocados no azeite quente para fritar (coloca uma cebola inteira com casca e furada com garfo dentro do azeite, ela ajuda a controla a temperatura do azeite evitando que ele sature)..............


olha como eles vão ficando morenos, lindos, gostosos................



esses são pequenos, tamanho buffet, as baianas vendem em tamanho bem maior.....


Vendido nas ruas , praias, restaurantes, mercados, o acarajé é o maior símbolo da culinária baiana. Sua fama se justifica pelo sabor, não tem nada igual a um acarajé bem quentinho, saido na hora do tacho das baianas. E por falar em baianas, cada pessoa tem a sua preferida, fica freguês daquela e acabou...........
Os ingredientes do bolinho é fejião fradinho, cebola e sal, depois de preparada a massa ele são fritos no azeite de dendê bem quente.
O acarajé hoje pode ser recheado com pimenta, caruru, vatapá, salada, mas antes ele era consumido puro sem nenhum acompanhamento.
Depos eu boto a receita, tô precisando dá uma saída ..................
Voltei, aí vai a receita do nosso acarajé:
Ingredientes:
Feijão Fradinho (quebradinho) - 1 kg
Cebola ralada - 100 g
Sal
Azeite de Dendê
Modo de Preparo:
Peneira o feijão, deixar de molho por duas horas, retirar com o auxílio de uma peneira as cascas que subirem na água, lavar bem o feijão, passar no moinho para virar uma massa. Coloque a massa de feijão em uma panela, acrescente a cebola ralada e bata até ficar leve, bem aerada, acrescente o sal. Modele os bolinhos com o auxílio de uma colher molhada na água, coloque para fritar no azeite de dendê bem quente.
Preste atenção nessas dicas:
1 kg de feijão rende 1,6 kg de massa, com essa quantidade dá para fazer 50 acarajés tamanho pequeno.
Colocar uma cebola inteira, com casca e furada com um garfo, no azeite de dendê para controlar a temperatura do azeite.
O ponto da massa é quando vira a colher e a massa não cai. Outra forma de saber o ponto: coloca um pouco da massa num vasilha com água, se afundar tá pesada então é só bater mais, ela tem que desmanchar aos poucos.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

QUEIJADINHA: O DOCE SABOR DA MINHA INFÂNCIA


Queijadinha prá mim, sempre tem sabor de infância. Um doce tão simples, tão fácil de fazer, mas que desperta tantos sentimentos, tantas lembranças............Prá mim comida boa é assim: tem que mexer com as nossas emoções.
Veja como é quase uma brincadeira fazer Queijadinha:
Ingredientes:
Manteiga derretida - 50 g
Leite condensado - 02 latas
Coco ralado - 200 g
Gemas - 08 unidades
Queijo Parmesão ralado - 100 g
Farinha de Trigo - 50 g
Modo de Preparo:
Misturar todos os ingredientes. Colocar forminhas de papel dentro de forminhas de empada, colocar a massa nas forminhas. Assar em forno pré-aquecido a 180º.
Gente, não tem nem o trabalho de lavar as forminhas depois....................


quarta-feira, 12 de maio de 2010

TODO MUNDO GOSTA DE "ABARÁ", NINGUÉM QUER SABER O TRABALHO QUE DÁ..........

Prá fazer o abará precisamos do feijão fradinho, peneirado, lavadinho, hidratado.....
passado no moinho vira essa massa de feijão.....

temperado com castanha, amendoim, camarão seco, cebola e gengibre.....

e o nosso azeite de dendê (nessa massa só colocamos a fina flor do dendê).....

a massa envolvida na folha da bananeira, vai para uma panela para ser cozido no vapor....

oi eles aí juntinhos na panela para aproveitar bem o vapor..........


cobre todos eles com mais folha de bananeira, assim segura mais o vapor e os abarás ficam bem macios e úmidos...........
vocês nem imaginam como ficam bons..............

Amanhã eu posto a receita.

Aí vai a receita do Abará:
Feijão Fradinho (quebrado) - 1 k
Cebola ralada - 100 g
Camarão seco moído - 100 g
Fundo misto (castanha de caju e amendoim torrados e moídos) - 100 g
Gengibre ralado - 1/2 colher de chá
Azeite de Dendê
Sal
Folhas de Bananeira
Modo de Preparo:
Passe o feijão na peneira para tirar o excesso de palha. Colocar de molho em bastante água para hidratar o feijão, a casca vai soltando, retire com o auxílio de uma peneira a casca que for soltando. Troque a água várias vezes para que o feijão fique bem limpo. Passe no moinho, transformando o feijão em massa. Coloque a massa em um recipiente e bata para ficar leve, acrescente a cebola, o camarão, o fundo misto, o gengibre e bata mais um pouco. Adicione azeite de dendê (cerca de 250 a 300 ml) e envolva até ficar uma massa homogênea. Enrole porções da massa em folhas de bananeira (passar as folhas no fogo para adquirir flexibilidade) e cozinhe no vapor. Cobrir a panela com aparas da folha de bananeira, retém o vapor auxiliando o abará a ficar mais úmido. O tempo de cozimento é de cerca de 40 minutos.
Para facilitar eu bato no liquidificador, com um pouco de água, a cebola, o camarão, o fundo misto e a gengibre com casca.
Os que estão nas fotos são do tamanho para buffet, os que são vendidos nas ruas pelas baianas são bem maiores.
Eu como assim purinhos, sem nenhum acompanhamento, mas eles são geralmente servidos com molho de pimenta (é molho de baiana, viu gente, nada de substituir por molho de prateleira de supermercado porque não tem nada a ver), camarão seco puxado no azeite, vatapá, caruru e salada (de tomate e cebola picadinhos) .

quinta-feira, 6 de maio de 2010

BARRA GRANDE - O PARAÍSO EXISTE!!!!!!!!!!!

Saindo de Camamú com destino a Barra Grande..........

dá prá sentir o ventinho gostoso??????? Ilha da Pedra Furada: essa é uma das boas surpresas que existem no percusso até Barra Grande.......

céu, terra, água, tudo se completa.............

tô com saudades........................

Campinhos é uma das muitas localidade de Barra Grande, o povo de lá é uma simpatia só, adoram contar causos e casos, o lugar é de uma tranquilidade............ Até o escritor francês Saint-Exupéry andou por Campinhos na década de 30........
precisa dizer alguma coisa????????? Só imagina o sossego dessa rua, eu fui lá algumas vezes para ter certeza que ela existe ....................

quando eu era criança meus desenhos eram assim: uma casinha branca, céu bem azul, nuvens branquinhas, árvores, só não tinha o mar porque eu ainda não conhecia. Essa era a minha visão de paraíso (era????????? aiiiiiiiii, onde os estão os meus sonhos??????????)...................
a lua, a lua é minha, é sua, é de quem quiser..............

uma praia só minha, que pensamento egoista eu tive!!!!!!!!!!! mas foi uma delícia pensar que a praia era toda minha, só minha....................

gostei tanto desse lugar, que queria porque queria botar uma placa: PRAIA D. ROSINHA..........

Campinhos, para os moradores tudo isso é muito comum, normalíssimo acordar e dá de cara com essa paisagem......................

Taipú de Fora, uma obra de arte da natureza! As águas azuis, transparentes, limpíssimas (e eu cometendo o maior crime ecológico: pisando nos corais, santa ignorância essa minha), os moradores tem o maior cuidado com a preservação desse paraíso, vem gente de tudo quanto é canto do mundo para desfrutar desse lugar. Pena que a câmara pifou e não deu para tirar mais fotos, então só vocês indo lá para conferir...............

de volta para casa............mas eu tenho mesmo que voltar??????????

BARRA GRANDE
Gente, esse lugar é bonito demais. Já tinha sido avisada e não quis acreditar, meu filho Vinicius quando veio de lá disse logo: Mainha o lugar é sua cara, você vai amar! Não botei muita fé não e ainda disse que praia é tudo igual.
Barra Grande fica na Penísula de Maraú, no baixo sul da Bahia, entre Valença (Morro de São Paulo) e Itacaré. Sai barco toda hora de Camamu com desstino a Barra Grande, aproveite bem a travessia porque é beleza prá todo lado, chegando na vila é respirar fundo e deixar os problemas bem longe........... Campinhos, Sapinhos, Ilha da Pedra Furada, Taipú de Fora, Taipú de Dentro, Ilha Grande, Ilha de Goió, nossa, são tantos lugares, cada um com seus encantos.
A vila é muito bem estruturada, pousadas, restaurantes, farmácia, ofertas de passeios, só não tem caixa automático, mas ninguém sente falta...........
Deu prá perceber que adorei Barra Grande???????????