sábado, 12 de dezembro de 2015

Quilombo de Santo Amaro - Itacaré



Olhando as águas tranquilas do rio de Contas, contemplando a natureza para conter a expectativa de visitar o Quilombo de Santo Amaro a convite de Claudia Cruz e Etinho.


E chega o pequeno barco para nos levar nessa viagem que promete grandes
aprendizados...
E vamos nós nessas águas doces, uma família nos espera com suas histórias, seus conhecimentos. 
Chegamos, descemos do nosso barquinho e as primeiras imagens é de uma vegetação exuberante, preservada, ouvimos apenas o som das folhas balançando com o vento e os diversos cantos de passarinhos.


]
A sensação é que fomos transportados para outro tempo, uma outra época, tento imaginar como seria esse lugar quando chegaram os primeiros moradores fugindo da escravidão.  A imaginação funcionando plenamente..... 
 
No caminho encontramos d. Lourdes, tia do nosso amigo Etinho, ela nos recebe comum sorriso e um jeito bem maneiro de ser. Sinto uma sensação de acolhimento, sensação que só aumenta quando chegamos na casa da família.



 A cozinha é totalmente aberta, com fogão a lenha, em torno do qual a família se reúne para preparar as refeições. É nesse espaço que encontramos d. Júlia, a matriarca da família, em torno da qual todos vivem. Ela é uma líder da comunidade e também a líder religiosa.



 A casa da farinha, onde são produzidos além é claro da farinha de mandioca bem torrada, tapioca e beijus. Os beijus podem ser puros ou recheados com coco.




 d. Júlia e d. Lourdes nos conta do caruru que é preparado todo mês de dezembro, em um grande mutirão, homens, mulheres, crianças tem tarefa para todos. O caruru é servido na festa que vara a noite e para a qual vem pessoas de toda região.




As horas vão passando ouvindo a família nos ensinar como eram preparadas moquecas, farofas, paçoca de banana verde, aipim com favaca fina, peixe de escabeche, paçoca de aipim e de abóbora......a tarde vem chegando e sabemos que temos que voltar para casa com novos conhecimentos, novos aprendizados e o melhor de tudo conhecendo novos seres humanos que lutam para preservar suas histórias, com dignidade e respeito a seus ancestrais........


Chegamos na beira do rio na hora certa, em total sincronia com a chegada do pequeno barco e seu grande remador.....





Nenhum comentário: