quinta-feira, 15 de outubro de 2015

II Festival LEM Gastronomia


Uma imensa alegria na minha vida profissional realizar a 2ª edição do Festival LEM Gastronomia. Ver o Festival se consolidando, crescendo e cumprindo seus objetivos de dar visibilidade e espaço ao agricultor familiar, ao pequeno produtor,  aos profissionais da gastronomia,  ao mesmo tempo que se torna um amplo espaço de aprendizado e troca de informações entre profissionais, professores e  estudantes de gastronomia com os produtores de alimentos e moradores da Cidade que com generosidade compartilham o seu saber com todos que queiram aprender.
No II Festival LEM Gastronomia, dei uma aula show, na linha do trabalho de pesquisa que venho realizando há alguns anos: "Comida com Sabor de Lembrança", dessa vez escolhi como tema "O autêntico café da manhã da Bahia".  Para minha alegria a aula estava completamente lotada, a platéia formada por jovens estudantes, profissionais de gastronomia, agricultores, etc

Relembramos com o público como eram os cafés das manhãs em diversas
 regiões da Bahia.
Como fazer um café da manhã saudável e saboroso.
Apresentando nossa mesa do café da manhã da Bahia.
Público atento e participativo.
Fazendo o cuscuz de fubá com coco ralado.




Lembrando que nossas receitas eram transmitidas de forma oral, as medidas eram na base da "pitadinha", "pouquinho", "um pratinho






O cuscuzeiro de barro, com o paninho umidecido
para fazer o nosso cuscuz de fubá, com coco ralado











Cuscuz de tapioca com coco; Abóbora cozida; Aipim Cozido; Batata Doce assada; Banana da Terra cozida; Banana da Terra frita; Lelê; Arroz Doce; Tapioca Torrada  com Coco; Biscoitos de Polvilho; Farofa de Manteiga de Garrafa com Linguiça Frita; Farofa D'água com Carne Defumada Frita;  Cuscuz de Fubá de Milho com Leite de Coco; Feijão Verde com Carnes e Legumes; Farofa de Quiçare com Coco; Café coado na Brasa.

A turma não deixou nadinha sobrar, a degustação foi intensa e farta!
A equipe que fez a aula acontecer com o capricho merecido: Chef Jamilton Rodrigues, minha irmã Railda Maciel, os queridos estudantes de gastronomia Rafael Lira e Tayran Vasconcelos.


2 comentários:

Angel disse...

Bom dia achei muito legal voltar um pouco as origens da Bahia
Naquele tempo acredito eu que moro em S P capital era a cidade principal do Brasil a gastronomia veio muito do
Nordeste aqui em São Paulo é uma mistura de um pouco de tudo
Pode parecer brincadeira mas o que xerem agora manteiga de garrafa. Nós encontramos em casa de produtos Nordeste
Mas mesmo assim gostei muito

Rosa Gonçalves disse...

Oi Angel! Xerem é o milho quebradinho, acredito que em outros Estados é chamado de canjiquinha, é vendido nos supermercados. A Manteiga de Garrafa é um tipo de manteiga clarificada, típica do Nordeste brasileiro, bem perfumada e saborosa, é vendida em garrafa. Nas casas de produtos do Nordeste você encontra.
Que bom que você gostou. ab